Curso Integrado Sapiento

Temer já roubou muita coisa, mas meu discurso não vai roubar, ataca Bolsonaro

Defensor da intervenção militar, do porte de arma, o pré-candidato à Presidência da República, deputado federal Jair Bolsonaro (RJ), acusou o presidente Michel Temer (PMDB) de roubar seu discurso.  “Temer já roubou muita coisa, mas meu discurso não vai roubar”, alfinetou.

Um dos votos favoráveis ao decreto da intervenção federal no rio de Janeiro, Bolsonaro acredita que a medida seria apenas paliativa  defendeu o que chamou de “retaguarda jurídica”. “Votei a favor, mas se fosse eu teria feito diferente. Tem que ter retaguarda jurídica, que antes mesmo de levar o tiro, você almeja o inimigo”, afirmou.

Segundo ele, as forças armadas não terão como exercer adequadamente o seu trabalho. “É uma medida paliativa que vai durar entre 20 e 30 dias e depois vai voltar a tudo como é. Mas  que Temer fez foi uma intervenção politica. Ele agora esta sentado, deitado…Vou torcer que dê certo. Se der errado, vai jogar no colo das Forças Armadas”.

Blog: O Povo com a Notícia

Nível do Rio São Francisco sobe mais de seis metros com as chuvas de fevereiro

Na região de Bom Jesus da Lapa, no Oeste da Bahia, o nível do Rio São Francisco subiu cerca de 6,3 metros depois das últimas chuvas do mês de fevereiro, mudando todo o cenário do Velho Chico. Diferente do fim do ano passado que elevou o nível do rio em 3 metros, não cobrindo vários bancos área.

Com o aumento do nível da água desta semana, é possível ver grandes diferenças. O braço do rio que passa próximo a gruta do Santuário está correndo, e vários pontos estão alagados, o que há muito tempo a população não via, de acordo os ribeirinhos. “Várias lagoas já estão cheias, ainda falta, mas já é uma grande mudança”, afirmou um agricultor. Conforme medições feitas por Maria Alice Alves, responsável pelas leituras para a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (CHESF), em Sobradinho, o nível do Rio São Francisco chegou em 6,32 na terça-feira (13), só que está baixando, chegando ontem (19) em 6,24 m.

Ela afirma essa que grande quantidade de água é uma grande novidade, porque o rio estava muito baixo, e que tem aproximadamente dois anos que o Velho Chico não sobe assim. “6 metros é muito alto. A gente está esperando que antes de passar a Quaresma ele vá encher ainda, quem sabe? Temos o mês de março todinho ainda”.

A mudança enche de esperança muitos pescadores da região, que viram no inicio do segundo semestre de 2017 uma das piores baixas do São Francisco  no trecho de Bom Jesus da Lapa dos últimos anos. A cheia é influenciada em grande parte pelas chuvas em Minas Gerais, na cabeceira do rio. 

(Via: Bom Jesus da Lapa Notícias)

Rodrigo Maia afasta Maluf do mandato de deputado federal

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), decidiu nesta segunda-feira (19) afastar o deputado Paulo Maluf (PP-SP) de seu mandato.

Na decisão, publicada em edição extra do Diário da Câmara dos Deputados, Maia afirma que a condenação do parlamentar inviabiliza o “regular exercício do mandato“.

Na mesma decisão, Maia convoca o primeiro suplente de Maluf, Junji Abe (PSD-SP).

Maluf se entregou à Polícia Federal no dia 20 de dezembro de 2017. Desde que foi preso, teve os benefícios parlamentares cortados, devolvendo inclusive o apartamento funcional onde morava.

Ele foi condenado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) a sete anos, nove meses e dez dias de prisão em regime fechado por crimes de lavagem de dinheiro.

Maia afirmou no início de fevereiro que respeitaria a decisão do STF que determinou a cassação do deputado, mas que questionaria no tribunal se casos desse tipo necessitam do aval do plenário da Casa ou pode ser definida pela Mesa Diretora.

Para o presidente da Casa, apenas o plenário pode determinar a cassação de um parlamentar. Atualmente, há dois outros deputados presos: Celso Jacob (MDB-RJ), e João Rodrigues (SD-SC).

Em nota, o advogado de Maluf, Antônio Carlos de Almeida Castro, o “Kakay”, afirmou que seu cliente “não foi informado sobre um possível afastamento pelo presidente da Câmara dos Deputados“.

O que fui comunicado pessoalmente pelo presidente Rodrigo Maia é que o Deputado seria intimado para apresentar sua defesa. A defesa entende que o Plenário da Câmara deve ser ouvido sobre os assuntos inerentes aos mandatos que são a própria existência da soberania popular, fundamento da democracia“, disse Kakay.

A preservação do respeito aos poderes constituídos é a base do Estado democrático de direito. Nenhum poder deve se impor ao outro“, acrescentou. 

(Via: Folhapress)

Intervenção: General pede garantia contra ‘risco de nova Comissão da Verdade’

O comandante do Exército, General Eduardo Villas Bôas, disse ser necessário dar aos militares “garantia para agir sem o risco de surgir uma nova “Comissão da Verdade” no futuro, depois que o presidente Michel Temer informou aos integrantes do encontro da intervenção federal na área de segurança do Rio de Janeiro. A informação é da colunista Cristiana Lôbo, do G1.

A referência de Villas Bôas é ao fato de, depois da lei da Anistia, de 1979, ter sido criada Comissão da Verdade, durante o governo Dilma, que investigou casos de tortura e mortes durante o período da ditadura militar.

Hoje, a legislação já prevê que eventuais crimes cometidos por militares em ação de trabalho devem ser tratados pela Justiça Militar.

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse que é preciso não confundir o papel dos militares em ação no Rio de Janeiro com o papel da polícia. “Os militares não vão fazer ação que cabe à polícia“, disse mais cedo.

No caso de pedidos de busca e apreensão, por exemplo, o pedido é feito à Justiça, mas quem executa é a polícia.

Para o ministro, há confusão sobre o papel do General Braga Neto, porque ele acumula o papel de interventor com o de responsável pela condução da Garantia da Lei e da Ordem (GLO), que está em vigor no Rio desde meados do ano passado.

Sobre eventuais pedidos coletivos de busca e apreensão que serão pedidos à Justiça, Jungmann disse que isso já foi obtido em ações anteriores, inclusive com mandados em aberto. “Mas tudo vai depender da Justiça e é feito com o acompanhamento do Ministério Público“, disse.

Blog: O Povo com a Notícia

Ministra dos Direitos Humanos entrega carta de demissão

Resultado de imagem para Ministra dos Direitos Humanos entrega carta de demissão

A ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, entregou nesta segunda-feira, 19, a sua carta de demissão ao presidente Michel Temer. A pasta será assumida pelo subchefe de Assuntos Jurídicos (SAJ) da Casa Civil, Gustavo do Vale Rocha, que, segundo fontes do Planalto, vai acumular as duas funções. A exoneração e nomeação serão publicadas nesta terça-feira, 20, no Diário Oficial da União.

O titular da SAJ já havia sido cotado para assumir outras pastas no governo e foi citado inclusive como uma possibilidade de cuidar do ministério extraordinário da Segurança, que Temer prometeu criar em breve.

Vale Rocha se tornou um homem de confiança do presidente, mas é controverso dentro do governo e sempre é lembrado por ter advogado para o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha.

Segundo fontes do Planalto, Temer avaliava trazer de volta a secretaria de Direitos Humanos de volta para o Ministério da Justiça. No entanto, agora com a nomeação de Vale Rocha, Temer deve manter a pasta de Direitos Humanos com o status de ministro.

Apagada

Em dezembro do ano passado, Luislinda Valois pediu desfiliação do PSDB para permanecer no cargo mesmo após o desembarque dos tucanos. Alvo de polêmicas e criticada no Planalto por ter uma atuação “apagada“, Luislinda, no entanto, já estava praticamente descartada e Temer buscava apenas um nome. Com informações do Estadão Conteúdo.

www.mikaelsampaio.com 

Câmara aprova decreto de intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro

Resultado de imagem para Câmara aprova decreto de intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro
Medida, aprovada pelos deputados por 340 votos a 72, ainda precisa de aprovação pelo Senado para valer até o fim de 2018. Previsão é de que senadores analisem texto nesta terça.

Após mais de sete horas de sessão, a Câmara dos Deputados aprovou na madrugada desta terça-feira (20) o decreto que autoriza a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro. O texto foi aprovado por 340 votos a 72 (além de uma abstenção) e segue agora para a análise do Senado.

A previsão é de que a medida seja analisada pelos senadores já nesta terça, em sessão prevista para ter início às 16h.

Na última sexta (16), o presidente Michel Temer assinou o decreto de intervenção, que passou a vigorar de maneira imediata, mas só poderá ter continuidade se for aprovado pela Câmara e pelo Senado.

O decreto estabelece que a medida vai durar até 31 de dezembro deste ano. Nesse período, o general do Exército Walter Souza Braga Netto, do Comando Militar do Leste, será o interventor no estado e terá o comando da Secretaria de Segurança, Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e do sistema carcerário no estado do Rio.

Tramitação

A análise do decreto, em regime de urgência, foi feita diretamente no Plenário da Câmara, sem passar por comissões. Os deputados não puderam propor emendas, modificando o que o presidente Michel Temer determinou no documento.

Na sessão, a relatora Laura Carneiro (PMDB-RJ) leu parecer pela aprovação do texto e defendeu que o governo apresente um projeto complementar para destinar recursos federais às operações no Rio.

“Ao se referir aos recursos federais, o decreto trouxe um termo absolutamente genérico”, disse. “É evidente que sem o aporte significativo de recursos federais a intervenção federal não conseguirá atingir minimamente os seus objetivos”, disse.

Posições

Na discussão sobre o decreto, o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) criticou parlamentares contrários à intervenção e defendeu que a Câmara cumpra o “dever constitucional” de aprovar o decreto.

Precisamos urgente no Rio de Janeiro de que a Constituição seja cumprida. Intervenção federal já”, afirmou.

Contrária à intervenção, a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) questionou a motivação da edição do decreto. Para ela, o governo Michel Temer usou a medida para desviar o foco da reforma da Previdência e com o objetivo de ganhar popularidade.

Essa intervenção é uma cartada política de grande risco para o povo e para esse país”, disse. “Ele (Temer) tenta mudar a pauta desse país, se utiliza do desespero, da fragilidade das pessoas do Rio de Janeiro, colocando a pauta na segurança pública”, enfatizou. 

'Infelizmente esta intervenção torna-se urgente e necessária', diz Rodrigo Maia
‘Infelizmente esta intervenção torna-se urgente e necessária’, diz Rodrigo Maia

Guerra contra o crime

Durante a sessão, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), leu um discurso em defesa da aprovação do decreto. Para ele, a medida não pode ser vista como intervenção militar, já que está amparada na Constituição.

Estamos numa guerra contra o crime. Nossa arma é a Constituição”, afirmou o deputado. “Infelizmente, essa intervenção torna-se urgente e necessária”, ressaltou.

Antes da sessão, Maia afirmou que a Casa vai instalar um observatório para fiscalizar ações do governo e acompanhar indicadores de violência e educação.

É inédito para que a gente possa cumprir nosso papel constitucional de fiscalizar os atos do governo. Vamos trabalhar juntos e depois cobrar do interventor para que rapidamente ele monte a equipe dele, monte o planejamento”, afirmou.

 g1.globo.com

 

Líderes do PCC assassinados moravam há um ano no Ceará ostentando riqueza e poder

Uma das casas de luxo dos bandidos é esta no Alphaville de Aquiraz, onde estavam os 4 carros importados

Gegê do Mangue” e “Paca” compraram casas de luxo em dois condomínios de alto padrão em Aquiraz e Eusébio, apartamentos de um por andar no bairro Cocó e uma mansão de veraneio na Praia do Uruaú, em Beberibe, além de quatro carros importados e blindados.

Ostentação, riqueza e impunidade. Esta era a vida que gozavam no Ceará, há mais de um ano, os dois líderes da organização criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), mortos na última quinta-feira (15) em Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).  Três casas de luxo em condomínios de alto padrão, dois apartamentos na zona nobre da Capital e quatro automóveis de luxo na garagem, entre eles, duas BMW top de linha.

Era assim que viviam Rogério Jeremias de Simone, o “Gegê do Mangue”; e seu comparsa e braço-direito no crime, Fabiano Alves de Souza, o “Paca”. Há um ano eles driblavam a Polícia cearense, usando documentos falsos e gozando uma vida luxuosa, além de um vai-e-vem entre o Brasil e a Bolívia, de onde exportavam a cocaína consumida no país sob o controle e distribuição do PCC.

Na tarde de ontem (19), a Polícia esteve numa das casas de luxo dos criminosos, no Condomínio Alphaville, no Porto das Dunas, em Aquiraz, e ali constatou a riqueza e o luxo ostentado pelos criminosos assassinados. Junto com suas famílias, “Gegê do Mangue” e  “Paca” andavam em Fortaleza em quatro carros importados, sem se importar com a Polícia. Ambos eram foragidos da Justiça de São Paulo, acusados de crimes como assassinato, tráfico de drogas, associação para o tráfico e formação de bando ou quadrilha, além do uso de documentos falsos.

Tudo isso passou batido pela Polícia cearense e pelas autoridades da Justiça e do Ministério Público de São Paulo. Acreditava-se que “Gegê do Mangue” estava na Bolívia, escondido da Polícia brasileira. No entanto, aqui em Fortaleza ele circulava a bordo de quatro carros importados e blindados.

Além da casa luxuosa no Alphaville de Aquiraz, “Gegê do Mangue” também comprou casas no Alphaville do Eusébio e apartamentos no bairro Cocó (um por andar). Com o dinheiro fácil do narcotráfico, adquiriu também uma mansão na paradisíaca Praia do Uruaú, em Beberibe (a 74Km de Fortaleza)., no valor de R$ 1,1 milhão.

Fretado

Com tanto dinheiro sendo esbanjado, os dois homens acabaram causando a ira do chefe do bando, o narcotraficante Marcos Herbas Camacho, o “Marcola”, o “número um” do PCC que se encontra preso na penitenciária federal de segurança máxima em Venceslau Brás, em São Paulo.

Esta, ao menos, é a principal linha de investigação do Ministério Público de São Paulo. A ostentação e riqueza dos dois então comparsas e “homens de confiança” de “Marcola” fez o líder da facção decidir por mandar eliminar aqueles que antes eram seus principais gerentes do negócio do tráfico.

Para fechar o ciclo de ostentação e riqueza dos bandidos no Ceará, os corpos deles foram transportados ontem à tarde para São Paulo em um voo fretado pela família. O valor pago pelo transporte dos dois caixões com os corpos de “Gegê do Mangue” e “Paca” não ficou por menos de R$ 100 mil.

http://cearanews7.com

Adolescente do Piauí morre após sofrer choque elétrico em celular ligado na tomada

Segundo relato de familiares, a garota foi encontrada deitada no chão, com fones de ouvidos derretidos e celular ligado na tomada.

Adolescente morreu após sofrer descarga elétrica (Foto: Reprodução/Facebook)
Adolescente morreu após sofrer descarga elétrica (Foto: Reprodução/Facebook)

Uma estudante de 17 anos morreu após sofrer uma descarga elétrica por volta de 17h do domingo (18) na cidade de Riacho Frio, no Sul do Piauí. Segundo informações da família da vítima repassadas para equipe médica do posto de saúde da cidade, a adolescente Luíza Fernanda Gama Pinheiro recebeu um choque quando utilizava o aparelho que estava carregando na tomada.

A avó da menina contou ao médico que encontraram a neta desacordada, deitada no chão e com fones do celular nos ouvidos. Eles disseram que acreditam que jovem tenha levado uma descarga elétrica porque o celular estava carregando na tomada e o fone ficou derretido“, contou uma funcionária da unidade básica de saúde ao G1, que preferiu não se identificar.

Familiares contaram ainda, segundo ela, que no momento da ocorrência não chovia, mas havia alguns relâmpagos. Luíza Fernanda Gama Pinheiro chegou sem vida ao posto de saúde, mas o médico de plantão ainda tentou reanimá-la, sem sucesso. Inconformados, os familiares decidiram levar a adolescente para o Hospital Regional de Corrente.

De acordo com a diretora do Hospital em Corrente, Lindaura Cavalcanti, a menina chegou sem vida ao hospital. “Consta no prontuário de atendimento que a jovem deu entrada no hospital uma hora após a descarga elétrica. Os familiares contaram que a jovem tinha recebido um choque, mas as causas da morte ainda serão confirmadas“, afirmou.

 g1.globo.com/pi/piaui

Petrolina-PE: Polícia prende mulheres do tráfico no centro da cidade

LUZINETE APOLÔNIA CARVALHO, 51 anos e CAMILA NASCIMENTO VIEIRA, 28 anos foram autuadas pelo crime de tráfico de drogas – Foto/Divulgação – 5ºBPM

Por volta das 20h da segunda-feira (19), no Perímetro do Terminal Rodoviário de Petrolina-PE, Policiais Militares do 5ºBPM perceberam uma mulher em atitude suspeita; Que identificada como CAMILA NASCIMENTO VIEIRA, 28 anos, os militares realizaram abordagem e buscas nos seus pertences, aonde foram encontradas 20 Pedras de Crack. No no momento da abordagem, outra mulher que estava no local teria saído indiscretamente levantando a suspeita do policiamento, que fez o acompanhamento dessa, conseguindo interceptar a suspeita na Travessa Barão do Rio Branco, onde a mesma tentou fugir, sendo alcançada na sua residência e identificada como LUZINETE APOLÔNIA CARVALHO, 51 anos. No interior de sua moradia, os policiais apreenderam 49 Pedras de Crack prontas para o consumo, 1 Pedra maior do mesmo entorpecente em fase de preparo para a venda, pesando 7 gramas, 3 gramas de cocaína, 22 gramas de maconha, certa quantia em espécie e vários celulares, supostamente provenientes do tráfico. As infratoras foram conduzidas para DPC local, aonde foi lavrado o flagrante.

Por: Clodualdo Sousa – Giro Sertão

Mais um corpo é encontrado em açude de Serra Talhada-PE

Na tarde deste domingo (18), por volta das 15h30, um grupo de pescadores encontrou um corpo de um jovem flutuando no Açude Zé Alves, às margens da BR-232 em Serra Talhada-PE. Até o fechamento desta edição a polícia não tinha informações sobre a identidade da vítima e aguardava o veículo para conduzir o corpo até o Instituto Médico Legal (IML) de Caruaru.

Em relato, o pescador Francisco Edmar de Lima, que encontrou do jovem, relatou que ficou muito assustado com a cena. “Foi a primeira vez que vim pescar aqui e aconteceu isso comigo. Estou assim meio perdido. Joguei a tarrafa e senti ela pesada, fui puxando, puxando, e quando vi foi os cabelos do rapaz”, relembrou o pescador.

Este foi o segundo corpo encontrado dentro de um açude em Serra Talhada, em menos de trinta dias. No dia 26 de janeiro, pescadores também localizaram o corpo de um jovem de 18 anos, natural do município de Mirandiba, no Sertão Central (relembre). Ainda não há informação sobre a causa mortis da vítima.

http://faroldenoticias.com.br

Policial militar é morto a tiros durante assalto em Montes Claros-MG

Soldado estava de folga com os amigos em um restaurante quando foi surpreendido por um criminoso armado; ele foi socorrido pelos bombeiros e levado até a Santa Casa, mas não resistiu.

Um policial militar, de 30 anos, foi morto durante um assalto em um restaurante no Centro de Montes Claros, na madrugada desta segunda-feira (19). Segundo as primeiras informações da PM, o soldado estava de folga com amigos no estabelecimento, quando foi surpreendido por um criminoso armado. O militar se identificou, houve luta corporal e ele foi baleado na perna e no peito.

O soldado foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para a Santa Casa. De acordo com os militares da unidade, foram feitos procedimentos de reanimação cardiorrespiratória durante o percurso e, em seguida, o militar foi atendido por uma equipe médica, mas não resistiu aos ferimentos.

O restaurante fica na Avenida Deputado Esteves Rodrigues e o crime aconteceu por volta de 1h30; a perícia apreendeu no local três cápsulas. Há relatos que o celular do soldado e de outros clientes foram roubados. O criminoso fugiu com um comparsa em uma motocicleta e câmeras do restaurante, do sistema “Olho Vivo” e de comércios do entorno poderão ajudar a polícia na localização dos dois suspeitos. Até o início da manhã desta segunda ninguém havia sido preso.

O militar tinha aproximadamente um ano de formado e estava lotado em Jaíba, que fica a 200 quilômetros de Montes Claros.

 

Salgueiro-PE: Homicídio no bairro do Divino

Por volta das 19:50h desta segunda-feira (19), o Sr. Francisco Antonio Figueiredo, “Chico do Caldo de Cana,  72 anos, carpinteiro, residente na Travessa Alfredo Soares, casa nº 105, bairro do Divino Espírito Santo em Salgueiro-PE, foi assassinado por disparos de arma de fogo, na porta de sua residência.

De acordo com informações preliminares de testemunhas, 02 (dois) indivíduos, em uma moto de características não informadas, chegaram ao local do crime e certificaram aonde morava a vítima e após chamarem o Sr. Francisco, que veio à porta, efetuaram os disparos, atingindo a vítima, que veio a óbito no local. Policiais Militares e Civis da 193 circunscrição [Salgueiro-PE] foram acionados para atenderem a ocorrência. Os motivos e circunstâncias do homicídio ainda não foram esclarecidos.    

Por: Clodualdo Sousa – Giro Sertão 

Nesta manhã desta segunda-feira (19), na PE- 585, próximo à Fazenda São Paulo, divisa entre os municípios de Araripina e Ipubi-PE, foi encontrado o corpo do Sargento da PMPE,  Eudes Pereira da Silva, de 36 anos.

Segundo informações, o Sargento vinha da cidade de Serrolândia, quando teria perdido o controle do veículo que conduzia e descido um barranco, ao retornar para a pista para pedir ajuda, teria sido atropelado por um caminhão que não parou para prestar socorro.

O corpo do Sargento Eudes, que era natural de Caxias-MA e lotado na cidade de Araripina-PE há aproximadamente 10 anos, foi encaminhado para o IML de Petrolina-PE, de onde foi liberado para o sepultamento.

 

Um carro-forte é roubado a cada três dias no Brasil

No rastro da crise de violência que se espalhou pelo Brasil, transportar valores nunca foi tão perigoso. Os órgãos de segurança registraram um aumento de 58% no número de ataques a carros-fortes no ano passado, em comparação com 2016: foram 108 casos — um a cada três dias.

Os dados são de relatórios internos do setor de transporte de valores, que informam as ocorrências às autoridades policiais. Os documentos apontam que 90% das ações dos bandidos são feitas por meio do uso de explosivos contrabandeados ou desviados da atividade de exploração mineral. Em dois anos (até setembro de 2017), 85,3 toneladas de explosivos clandestinos foram apreendidas no país em operações federais. O Rio de Janeiro está no topo desse ranking.

As dinamites são usadas para romper o cofre onde é guardado o dinheiro (numerários, no jargão dos vigilantes). Além dos explosivos, as quadrilhas têm sido presas portando armamentos de guerra, como fuzis AR-15 e AK-47.

Nos ataques, os veículos blindados geralmente ficam completamente destruídos por causa das explosões e das rajadas de bala. Os vigilantes responsáveis pelo transporte também ficam feridos, mas não há registros do número de vítimas. Cada carro-forte custa em média R$ 200 mil. Somente em 2016, as empresas transportadoras tiveram prejuízo de R$ 400 milhões.

Outro tipo de ataque, ainda mais cinematográfico, é aquele feito contra bases de valores, que abastecem as agências bancárias. Entre 2016 e 2017, as transportadoras registraram 11 casos.

— São ações de grande proporção, espetaculosas, que colocam as populações em pânico. São quadrilhas que usam metralhadoras .50 (mais potentes que os fuzis e capazes de derrubar helicópteros) e explosivos, derrubam muros e explodem tudo o que há pela frente, detalha o presidente da Associação Brasileira de Transporte de Valores (ABTV), Ruben Schechter.

QUEDA NOS ATAQUES CLÁSSICOS

Relatórios do Exército, informações da Polícia Federal e dados do setor revelam uma mudança na atuação das quadrilhas, que deixaram de ter como foco os assaltos a agências bancárias. Com acesso a armas pesadas e explosivos, os criminosos intensificaram os ataques direcionados a caixas eletrônicos e a carros-fortes — principalmente porque os carros-fortes circulam por regiões menos vigiadas.

Os números mostram que a quantidade dos ataques clássicos a banco — aqueles com reféns e acesso ao cofre das agências — tem caído drasticamente desde 2000. Informações da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) de 17 instituições financeiras mostram que, em 2016, foram registrados 339 assaltos e tentativas de roubos a banco no Brasil. É o menor número dos últimos 17 anos.

A mesma lógica que empurra os assaltos aos carros-fortes atinge os caixas eletrônicos, principalmente os de pequenos negócios de periferia e pouco vigiados. Ao incluir na conta as ações contra os caixas instalados fora das agências, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Segurança Privada (Contrasp) observa que o número de ataques (bancos e caixas eletrônicos externos) sobe para 2 mil em 2016.

— Nosso estudo aponta a migração dos bandidos para ataques a carros-fortes, caixas eletrônicos e correspondentes bancários, devido à redução de agências bancárias no país, atesta João Soares, presidente da Contrasp.

Um estudo do setor, compartilhado com a Polícia Federal, revela como as quadrilhas agem: em 2017, 952 ataques tiveram como método o uso de explosivos clandestinos. Já o arrombamento foi a principal técnica utilizada em 729 ações dos criminosos, e o assalto, em 794. Os dados sobre carros fortes não entram nesta conta.

— E não só os números aumentaram, mas a violência nas investidas também. Foi um ano marcado por cenas de terror, afirma o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Segurança Privada.

R$ 9 BILHÕES EM SEGURANÇA

A Polícia Federal informou que acompanha a atuação, no país, de quadrilhas especializadas em crimes contra bancos e transportadores. A PF preferiu, no entanto, não se manifestar sobre investigações em andamento: “A função primordial da PF é apurar crimes cometidos contra bens, serviços e interesses da União ou de suas entidades e empresas públicas (a exemplo da Caixa Econômica Federal)”.

A onda de crimes contra a rede bancária obrigou o setor a ampliar o gasto com segurança: R$ 9 bilhões foram aplicados nos últimos anos. A Febraban diz que acompanha os ataques a caixas eletrônicos com extrema preocupação, apesar da queda no número de assalto a agências. A entidade diz que o dano das explosões força as instituições financeiras a reformar o local e a repor os equipamentos danificados.

Em nota, a Febraban reforça ainda que os criminosos têm usado “força desproporcional” e cobra ação do Estado “impedindo que os bandidos tenham acesso fácil a explosivos, desbaratando as quadrilhas e dificultando o acesso dos bandidos ao produto do crime”. 

(Via: O Globo)

TJ – Segurança Eletrônica

Prefeitura Municipal de Salgueiro-PE

DIOCESE DE SALGUEIRO

MÉDICOS SEM FRONTEIRA – FAÇA SUA DOAÇÃO

ACESSE O YOU TUBE

DISPONÍVEL PARA ANÚNCIOS

GALERIA DE FOTOS