Home » Policial » Salgueiro-PE: Acusado do homicídio contra a jovem KATARINE MIRANDA em Parnamirim-PE, é preso após prestar depoimento na 193ªDPC

logo Real cds
clemilton alencar
maxx gelo
anuncie aqui

Salgueiro-PE: Acusado do homicídio contra a jovem KATARINE MIRANDA em Parnamirim-PE, é preso após prestar depoimento na 193ªDPC

O soldado Fellype Anderson de Souza Castro, 25 anos, lotado na 40ªCIPM-BA, em Amaralina, região sul de Salvador-BA, acusado de assassinar a jovem KATARINE MIRANDA LACERDA ALENCAR FERREIRA, 17 anos, na madrugada do sábado 1º de abril na cidade de Parnamirim-PE, foi apresentado na manhã desta terça-feira (18), no 193 Distrito Policial de Salgueiro, acompanhado de seus advogados, com a finalidade de prestar depoimento sobre o fato que chocou o sertão pernambucano.

O Ilmº. Sr. Bel. Del. Alex,  especialmente nomeado para presidir a oitiva, apurou minuciosamente os fatos declarados pelo acusado, que teve o depoimento estendido até às 15:30h da mesma data e ao final de suas declarações, Fellype Anderson,  recebeu voz de prisão em conformidade com a ordem de Prisão Preventiva decretada pelo Exmº. Sr. Juíz de Direito da Comarca de Parnamirim-PE.

Após o depoimento e em meio a um princípio de tumulto, o acusado saiu pela porta lateral da DPC, sem responder entrevistas, sendo de imediato, colocado no interior da viatura da PM, com a finalidade de manter sua integridade física. 

Decretada a Prisão Preventiva, Fellype Anderson,  foi conduzido para o Hospital Regional de Salgueiro-PE, aonde foi realizado o exame de corpo de delito e em seguida, escoltado por uma equipe de Policiais Militares da RONDESP /PMBA, sendo encaminhado para a Unidade Reeducadora da PMBA em Salvador-BA.

Nossa redação tomou conhecimento de parte das declarações prestadas pelo acusado, nas quais o incriminado alegou que o disparo que atingiu fatalmente KATARINE MIRANDA, foi acidental, pois, enquanto estava dançando, durante o evento aonde aconteceu o crime, “alguém” teria tocado involuntariamente em sua arma, que se encontrava alimentada e carregada, ou seja; com o carregador e munição na câmara pronta para o disparo, e no momento em que teria sacado a arma para colocar em “trava de segurança“, esta veio a disparar de modo acidental, atingindo a vítima, que veio a óbito no local. Para a polícia, a versão apresentada em defesa, não sustenta a tese de “tiro acidental“.

Giro Sertão


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

contador de acessos

Salgueiro-PE: 1º Trilhão de Amigos

salgueirococo
acesso
IMG-20160512-WA0012

You Tube

GALERIA-GIRO

Galeria Ronaldo “Uma Noite na Disney”