Home » Política » Três anos após desastre aéreo, parentes de Eduardo Campos disputam legado na política

ANUNCIOS

logo Real cds
clemilton alencar
maxx gelo
anuncie aqui

Três anos após desastre aéreo, parentes de Eduardo Campos disputam legado na política

(Eduardo Campos) – Foto/Divulgação

Três anos após a morte de Eduardo Campos, a família do ex-governador de Pernambuco está rachada. Hoje, ela se divide em três correntes políticas: uma do irmão, Antônio; outra do filho e da mulher, João e Renata; e uma terceira via, com a prima Marília. Eduardo morreu no dia 13 de agosto, quando o avião em que fazia campanha para presidente da República caiu em Santos, no litoral paulista; outras seis pessoas morreram. Na família, o cenário atual é de troca de críticas e de disputa por um poder que surgiu há décadas: a “dinastia” começou com o avô, Miguel Arraes (1916-2005), ex-prefeito de Recife e governador de Pernambuco por três vezes. De um lado está o advogado Antônio Campos, único irmão de Eduardo. Neste ano, ele saiu do PSB – partido do clã desde 1990 e que completa 70 anos neste mês e se filiou ao Podemos. Nas eleições de 2018, Antônio vai concorrer a deputado federal. Na disputa, ele enfrentará o próprio sobrinho, João Henrique Campos, um dos cinco filhos de Eduardo. O jovem é visto como o sucessor político de Eduardo Campos. Recém-formado em engenharia civil pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), ele tem 23 anos e assumiu, em fevereiro, o cargo de chefe de gabinete do atual governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB)

Fonte: http://www.mbnews.tv.br


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

salgueirococo
acesso
IMG-20160512-WA0012

Salgueiro-PE: 1º Trilhão de Amigos