Home » ECONOMIA

Arquivos da categorias

Salgueiro-PE: Prefeitura vai injetar cerca de três milhões e meio em nossa economia

A Prefeitura vai injetar cerca de três milhões e seiscentos mil na economia de Salgueiro. Sendo Um milhão, seiscentos e cinquenta e oito mil, oitocentos e trinta e dois reais e quarenta e um centavos, referente ao décimo terceiro, que será pago nesta sexta, dia 15 de dezembro, e mais dois milhões da folha mensal que será paga no dia 29, desse mês.

Somando as duas folhas, a Prefeitura vai garantir uma injeção de aproximadamente três milhões e seiscentos mil, na economia local.

De acordo com o prefeito de Salgueiro, Clebel Cordeiro, mesmo diante da atual crise, esta conquista é resultado do planejamento e do modelo de gestão adotado pela administração municipal: “Apesar da crise que enfrentamos em 2017, de termos recebido a prefeitura no CAUC – que é o Serasa das prefeituras, o que nos atrapalhou muito nesse primeiro ano. Mas com planejamento e controle das contas estamos cumprindo com a nossa obrigação. Priorizamos o salário dos nossos servidores por entender que as pessoas precisam trabalhar e receber. E graças a Deus, conseguimos vencer a crise e pagar em dia. Fico feliz em ter cumprido com a nossa obrigação de gestor. O nosso trabalho, o nosso esforço demonstra o nosso compromisso com os servidores de nossa querida Salgueiro ”, concluiu.

Coordenadoria de Comunicação - Prefeitura Municipal de Salgueiro

Governador anuncia para esta sexta-feira o pagamento do 13º

Em uma semana, o Governo terá colocado no mercado cerca de R$ 1,7 bilhão para movimentar a economia.

Shilton Araújo/Esp. DP.

O governador Paulo Câmara anunciou nesta segunda-feira (11) pela manhã que o 13º salário dos servidores estaduais será pago na próxima sexta-feira, dia 15. Com isso, em apenas uma semana, o Governo de Pernambuco estará injetando R$ 1,7 bilhão na economia estadual – R$ 850 milhões dos salários de novembro, pagos na semana passada, e mais R$ 850 milhões do 13º.
Apesar das dificuldades do cenário econômico brasileiro, o Governo de Pernambuco tem se planejado para cumprir suas responsabilidades com os nossos servidores. É um reforço que damos também à nossa economia nesse final de ano“, avaliou o governador Paulo Câmara.
Serão beneficiados 90 mil servidores inativos e mais 131 mil servidores da ativa.
http://www.diariodepernambuco.com.br

Rodrigo Novaes volta a protestar contra aumentos no gás de cozinha

Uma mobilização conjunta com legisladores federais contra os aumentos sucessivos no preço do gás de cozinha foi sugerida pelo deputado Rodrigo Novaes (PSD), na Reunião Plenária desta terça (5). O último aumento do valor do botijão para as distribuidoras, anunciado pela Petrobras, foi de 8,9% e, de junho até agora, já houve um acréscimo de 68% no custo do produto.

“Não é possível que a população do Interior vá pagar R$ 100 por um botijão de gás. Tenho visto pessoas voltando a cozinhar com carvão ou com lenha em suas casas”, relatou Novaes.  Para o legislador, a política de preços da Petrobras, que repassa automaticamente as flutuações internacionais dos valores do petróleo para o mercado interno, cria situações “cruéis” com o povo mais carente e demonstra desconhecimento da realidade nordestina pelo Governo Federal.

“Passamos vários anos com o preço do gás num valor razoável, mas depois de quebrar a Petrobras por conta de roubo, querem fazer dela a empresa mais rentável do mundo. Esse aumento é um acinte, uma brincadeira de mau gosto que o povo brasileiro não pode aceitar”, considerou.

Rodrigo Novaes defendeu que representantes da Petrobras e deputados federais e senadores pernambucanos sejam chamados pela Alepe para discutir os aumentos promovidos pela estatal. “Não me lembro de ter visto nenhum integrante da nossa bancada federal se manifestar sobre isso. Aqui na Alepe, não temos a competência legislativa para enfrentar essa questão de maneira mais incisiva, mas não podemos nos calar”, registrou.

 www.mikaelsampaio.com

Paulo Câmara diz que privatização da Chesf compromete desenvolvimento do Nordeste

O governador Paulo Câmara participou na terça-feira (05), da segunda edição do diálogo público “Nordeste 2030 – Desafios e Caminhos para o Desenvolvimento Sustentável“, promovido pelo Tribunal de Contas da União (TCU) e pelo Banco do Nordeste (BNB). Paulo criticou a forma como o Governo Federal conduz o processo de privatização do Sistema Eletrobras, incluindo a Chesf e a gestão do Rio São Francisco.

Não podemos discutir o futuro do Nordeste se não soubermos qual será o destino do Sistema Eletrobras na nossa região“, alertou Paulo. O governador também criticou o fato de o presidente Michel Temer não ter respondido a carta que os nove governadores nordestinos enviaram pedindo informações sobre a venda da Chesf.

Essa carta foi enviada no dia 5 de setembro e até hoje, 5 de dezembro, não recebemos nenhum telefonema, nenhuma explicação. Isso mostra, claramente, qual é o olhar que se tem para o Nordeste“, alertou Paulo Câmara.

De acordo com o pernambucano, há um “desmantelamento” de órgãos responsáveis pelo desenvolvimento regional, como Sudene, DNOCS, Codevasf e o próprio Banco do Nordeste.”O Banco do Nordeste estava cobrando taxas superiores àquelas cobradas pelo BNDES para empresas do Sul e do Sudeste“.

Na avaliação de Paulo Câmara, todos sabem que o Nordeste tem de crescer mais do que o restante do Brasil para que possa superar a diferenças entre os estados. “E isso passa pelo planejamento energético da Região. Vivemos num País sem planejamento, que não olha as desigualdades regionais, que não olha o que efetivamente acontece nas regiões“.

O governador de Pernambuco questionou ainda a concentração de recursos na União. “A verdade é que, às vésperas de completar 30 anos da Constituição Cidadã, as desigualdades regionais ainda estão presentes fortemente. A gente vê um Brasil no qual há concentração de recursos nas mãos da União como nunca se viu em períodos democráticos. Sempre se concentrou recursos no Brasil,mas em períodos ditatoriais“, explicou Paulo Câmara.

www.mikaelsampaio.com

Petrobras anuncia sexto aumento seguido no preço do gás de cozinha

A Petrobras anunciou nesta segunda (4) o sexto aumento consecutivo no preço do gás de cozinha vendido em botijões de 13 quilos. Desta vez, a alta será de 8,9%, em média, valendo a partir desta terça.

Desde que a Petrobras iniciou o ciclo de alta, em agosto, o reajuste acumulado no preço do gás vendido em botijões de 13 quilos chega a 67,8%.

Desde 2003, a estatal pratica dois preços para o gás liquefeito de petróleo (GLP, o gás de cozinha): um para os botijões menores e outro para grandes vasilhames ou a granel, mais usado por indústria e comércio. Este último teve reajuste de 5,3% anunciado na semana passada.

De acordo com a Petrobras, se o repasse do reajuste desta segunda for integral, o preço do botijão nas revendas subirá 4%, ou R$ 2,53.

“O reajuste foi causado principalmente pela alta das cotações do produto nos mercados internacionais”, disse a empresa, em comunicado.

De acordo com o Sindigás (Sindicato das Empresas Distribuidoras de GLP), o preço praticado pela estatal está hoje 1,3% abaixo das cotações internacionais do produto.

Instituída em junho, a nova política de preços da companhia para o GLP considera as cotações internacionais, a taxa de câmbio e a margem de lucro. No caso do produto vendido para o mercado industrial, a conta inclui ainda o custo de importação. Com informações da Folhapress.

Sobe número de brasileiros que vão usar 13º para pagar dívidas

A pesar da inflação e dos juros estarem em trajetória de queda, os brasileiros ainda estão com dívidas atrasadas, como reflexo da recessão. Uma pesquisa da Anefac (Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade) aponta que o número de consumidores que planejam usar o 13º para quitar dívidas aumentou em 2017.

O estudo aponta que 85% dos brasileiros pretendem usar o 13º para pagar dívidas, enquanto em 2016, esta parcela era de 81%. Já em 2015, 74% pretendiam usar o salário extra do fim do ano com esta finalidade.

De acordo com a coluna ‘Mercado’, da Folha de S. Paulo, especialistas recomendam esta estratégia. A prioridade deve ser dada as dívidas com juros mais altos, como cheque especial.

Correios abrem novo PDV – “Plano de Demissão Voluntária” para cortar mais de 5 mil vagas

ECONOMIA? Os Correios abriram na quinta-feira um novo Programa de Demissões Voluntárias (PDV) para enxugar ainda mais sua folha de pagamento, após o plano de incentivo a desligamentos realizado no primeiro semestre ter terminado com adesões inferiores à meta da companhia. O prazo de adesões vai até 29 de dezembro, último dia útil do ano.

O objetivo, como antecipou o Broadcast em agosto – quando o PDV foi aprovado pela diretoria-executiva da estatal -, é fechar 5,46 mil vagas. Se confirmado, isso significará uma “ECONOMIA” mensal de R$ 54,5 milhões com pagamento de salários e “MILHARES DE DESEMPREGADOS“. Só entre carteiros, os Correios pretendem tirar 2 mil profissionais das ruas.

Com o PDV realizado no primeiro semestre, quando os pedidos de demissão chegaram a 6,26 mil, os Correios já tinham conseguido enxugar em R$ 68,6 milhões os gastos mensais com o efetivo. Apesar do grande número de adesões, o total ficou aquém da meta da estatal, que, em grave crise financeira, pretendia cortar na ocasião 8,2 mil empregados e enxugar a folha em R$ 72,9 milhões por mês. Ao reeditar o programa, os Correios poderão ampliar para 10% o corte de um quadro que, antes dos PDVs, somava aproximadamente 117 mil empregados.

Para atingir um público maior, a empresa retirou a exigência de idade mínima de 55 anos dos últimos PDVs, permitindo agora a adesão a todos os empregados com pelo menos 15 anos de trabalho na companhia de serviços postais. É oferecido como incentivo aos pedidos de demissão uma indenização calculada de acordo com os proventos recebidos nos últimos cinco anos – incluindo não só salários, mas também gratificações e complementos salariais – e o tempo de serviço do funcionário. Um empregado com provento médio de R$ 6 mil e 35 anos de casa receberá, por exemplo, R$ 2,1 mil. O pagamento será feito em 93 parcelas mensais, limitadas a no máximo R$ 9,8 mil.

A ideia inicial da empresa era reabrir o PDV em setembro, mas o plano foi adiado em razão da greve deflagrada pela categoria em todo o País durante a campanha salarial. Ao confirmar em nota a abertura do que chama de novo ciclo do Plano de Desligamento Incentivado (PDI), os Correios atribuem a medida à necessidade de “acertar as contas”. 

www.mikaelsampaio.com

Pernambuco: Servidores devem receber 13º salário em parcela única

O governo de Pernambuco deverá pagar o décimo terceiro salário para os servidores públicos estaduais em parcela única neste ano. A data limite fixada em lei para o pagamento do benefício é até o dia 20 de dezembro.

Segundo dados da Secretaria de Administração (SAD), a folha salarial bruta mensal dos 221 mil servidores Estado é de R$ 832 milhões, mesmo valor da folha que será paga com o décimo terceiro.

Com isso, o governo deve injetar cerca de R$ 1,6 bilhão na economia do Estado em dezembro. A informação foi repassada por uma fonte palaciana, mas não chegou a ser confirmada pelo secretário de Administração, Milton Coelho.

No ano passado, o décimo terceiro foi pago em duas parcelas: a primeira em 30 de novembro e a segunda na data limite.

Pernambuco: Terminais rodoviários reajustam tarifa de embarque

A partir do próximo deste sábado (26), a tarifa de embarque de seis terminais rodoviários em Pernambuco ficará mais cara. O reajuste médio será de 7,85%. O reajuste vai impactar as viagens com percursos acima de 100 quilômetros. A homologação foi publicada no Diário Oficial do Estado pela Agência de Regulação dos Serviços Delegados de Pernambuco (Arpe).

O reajuste é cobrado de acordo com a quilometragem rodada pelo ônibus. Para coletivos que percorrem até 50 quilômetros, o valor não muda e o passageiro segue pagando R$ 0,50. Para viagens a partir de 100 quilômetros, a taxa passará de R$ 2,20 para R$ 2,40. No caso de viagens com mais de 200 quilômetros, a taxa passará de R$ 5,55 para R$ 6,00.

O preço na tarifa sobe nos terminais rodoviários administrados pela empresa Socicam. São eles: o de Arcoverde, Caruaru, Garanhuns, Petrolina, Recife e Serra Talhada.

Black ‘Farsa’? Metade das mercadorias tem descontos falsos

Um balanço feito pelo jornal ‘Folha de S. Paulo‘ revela que 48% das mercadorias participantes da Black Friday já foram mais baratas ou tiveram o mesmo valor antes do que esta sexta-feira (24). A pesquisa considerou 700 produtos das maiores varejistas do país.

De acordo com a coluna ‘Mercado’, o jornal analisou as variações de preço das mercadorias há um mês. Pontofrio e Extra foram as lojas que apresentaram mais produtos com descontos ‘falsos‘, ou seja, que já tiveram o mesmo valor – ou mais baixo – nos últimos 24 dias.

Um dos exemplos é o anúncio da Walmart da geladeira de duas portas da Electrolux, 475 litros. Ontem, o eletrodoméstico estava sendo anunciado por R$ 2.908. No último dia 12, a mesma geladeira estava custando R$ 1.900.

Confira o total de produtos monitorados:

Americanas.com – 187

Casas Bahia – 26

Extra.com – 60

Magazine Luiza – 188

Pontofrio.com – 47

Submarino – 226

Walmart.com – 55

Posicionamento das varejistas

Segundo a Folhapress, o Walmart anunciou que cada empresa possui sua estratégia de preço e margem na Black Friday. Segundo nota da empresa, isto significa que nem todos os produtos precisam estar com descontos.

Deixamos claro para o consumidor, com selos informativos, os produtos que estão com descontos agressivos de Black Friday e também outros benefícios, como frete grátis“, diz o comunicado.

Os sites das lojas Americanas e Submarino informaram que todos os itens participantes da Black Friday possuem selo de identificação e são ofertados a preços menores ou iguais aos últimos 60 dias, “conforme carta compromisso publicada” nos portais.

A Via Varejo, responsável por Casas Bahia, Pontofrio e pelo e-commerce do Extra, afirmou que os itens participantes da Black Friday estão sinalizados com selo. “Grande parte dos produtos pesquisados se trata de ofertas que não fazem parte da promoção ou são vendidos por parceiros do marketplace“.

Até o fechamento da reportagem, a Folha de S. Paulo não obteve o posicionamento da Magazine Luiza.

Para reduzir inadimplência, deputado defende o uso do cartão de crédito para o pagamento de dívidas com Detran

Com isso, o compromisso financeiro fica entre o titular do cartão e a operadora, que assume o risco do crédito. (Foto: Ilustração)

A ideia do deputado estadual Tony Gel (PMDB), para reduzir a inadimplência no Departamento de Trânsito (Detran-PE), é que o pagamento seja feito através do cartão de crédito.

O comunicado foi feito na Assembleia Legislativa que vai apresentar uma indicação ao governo Paulo Câmara (PSB) para que a iniciativa seja executada. A medida foi autorizada há um mês pelo Ministério das Cidades, seguindo a lógica de estimular o pagamento das multas. Com isso, o compromisso financeiro fica entre o titular do cartão e a operadora, que assume o risco do crédito.

Tony Gel lembra que, o Estado já disponibiliza o parcelamento do débito, entretanto, o pagamento só pode ser feito via documento de arrecadação. “Muitas vezes, o condutor paga a primeira parcela, mas tem dificuldades de quitar o restante da dívida. O parcelamento da conta via cartão de crédito facilitaria a vida do cidadão e garantiria o recebimento do valor pelo Estado”, afirmou Tony Gel.

Salgueiro-PE: Pré Carnavá 2018 está chegando

Confirmado!! Esse 🔆PréCarnavÁ🔆 passou dos limites e quem vai sacudir tudo no dia 06 de janeiro no maior Pré Carnaval de Pernambuco é um tal de Marreta You Planeta!! Comece 2018 maior e melhor Open Bar do Interior!

#Precarnava;

#lospatosproducoes;

@bloco_lospatos.

Projeto de Lei propõe anistia de multas e juros do IPVA para proprietários de motocicleta

Imagem Ilustrativa – Giro Sertão

O governador Paulo Câmara enviou, nesta sexta-feira (17.11), à Assembleia Legislativa de Pernambuco, Projeto de Lei Complementar que propõe a dispensa de valores de multas e juros relativos a créditos tributários do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), referente à motocicleta, ciclomotor e motoneta. O objetivo da proposta é propiciar ao contribuinte condições excepcionais e transitórias para a regularização de seus débitos tributários, com isenção de 100% nos encargos, além de promover o controle da inadimplência e garantir a regularização da frota de veículos pernambucanos.

A medida será aplicada mediante ao pagamento integral à vista do saldo total, até 31 de janeiro de 2018, e se o fato gerador ocorrido até 30 de novembro de 2017 não tenha sido objeto da Notificação de Débito prevista no artigo 11 da Lei nº 10.849. A medida não será cumulativa com outra redução de multa e juros prevista em Lei. 

Atualmente, Pernambuco conta com 977.801 motocicletas emplacadas, o que faz do veículo o mais utilizado no Estado.

www.mikaelsampaio.com

Fim do auxílio-moradia para deputados, senadores e juízes tem apoio de mais de 540 mil pessoas

O Congresso Nacional pode discutir, em breve, o fim do auxilio moradia para deputados, senadores e juízes. Em consulta pública realizada pelo portal e-Cidadania, a sugestão legislativa é a que tem maior apoio popular — mais de 540 mil votos a favor — e aguarda relatório do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).

Qualquer cidadão pode apresentar uma ideia legislativa. Mas somente as ideias que receberem o apoio de 20 mil internautas em um prazo de quatro meses se transformam em Sugestão Legislativa. Elas são encaminhadas à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), onde passam a tramitar. Depois disso, são debatidas pelos senadores e receberão parecer pela sua transformação ou não em projeto de lei ou outro tipo de matéria legislativa.

Quando estava na condição de ideia legislativa, apresentada pela cidadã Marcela Tavares, do Rio de Janeiro, a proposta de dar fim ao auxílio-moradia de parlamentares e juízes obteve mais de 250 mil apoios. Foi transformada então na SUG 30/2017. A proposta recebeu então ainda mais apoio dos cidadãos pela internet. Tem até o momento mais de 540 mil apoios. Pouco mais de 2,5 mil pessoas se posicionaram contra a extinção do benefício.

Na Câmara dos Deputados e no Senado Federal o auxílio moradia é o reembolso das despesas com estada ou moradia no Distrito Federal. Os senadores que não ocupam apartamentos funcionais podem optar por um auxílio-moradia no valor mensal de R$ 5.500,00, com a finalidade de cobrir despesas com aluguel ou diária de hotel. O valor para os deputados é de é R$ 4.253,00.

O auxílio-moradia é pago mediante a apresentação da nota fiscal emitida pelo estabelecimento hoteleiro ou do recibo emitido pelo locador do imóvel residencial ocupado pelo parlamentar.

www.mikaelsampaio.com

TJ – Segurança Eletrônica

Prefeitura Municipal de Salgueiro-PE

DIOCESE DE SALGUEIRO

MÉDICOS SEM FRONTEIRA – FAÇA SUA DOAÇÃO

ACESSE O YOU TUBE

DISPONÍVEL PARA ANÚNCIOS

GALERIA DE FOTOS