logo Real cds
clemilton alencar
maxx gelo
anuncie aqui

Delator da JBS diz que pagou propina para Paulo Câmara, Geraldo Julio e FBC

Após a morte de Eduardo Campos, Geraldo Julio teria procurado diretor da JBS para cobrar propina a campanha de Paulo Câmara.

Delator da JBS diz que negociou pagamento de propina em dinheiro vivo para campanha de Paulo Câmara em 2014 / Foto: Guga Matos/JC Imagem

Delator da JBS diz que negociou pagamento de propina em dinheiro vivo para campanha de Paulo Câmara em 2014
Foto: Guga Matos/JC Imagem

 

Diretor da JBS, o delator Ricardo Saud afirmou, em delação à força-tarefa da Lava Jato, que negociou o pagamento de propina na campanha de 2014 com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, e com o prefeito do Recife, Geraldo Julio; ambos do PSB. Tudo começou com um acerto para pagar R$ 15 milhões para a campanha presidencial do ex-governador Eduardo Campos, falecido em agosto de 2014. A delação envolve também o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB).

“Exatamente no dia que ele faleceu, eu estava com o Henrique que era a pessoa dele que ele mandava… Ou o Henrique, ou o Paulo Câmara ou o Geraldo Julio para ir lá tratar da propina”, afirma Saud.

Após a morte de Eduardo, Saud conta que foi procurado por Geraldo Julio pedindo para que fosse honrado o pagamento do que havia sido negociado com Eduardo. O objetivo era vencer a eleição pelo governo de Pernambuco.

No início, a JBS queria pagar apenas o que foi combinado com o ex-governador. “Nós chegamos ao meio termo que íamos pagar para não atrapalhar a campanha do Paulo Câmara. E ainda darmos uma propina para o Paulo Câmara em dinheiro vivo lá em Pernambuco”, afirma.

FBC

Segundo o delator da JBS, o senador Fernando Bezerra Coelho também se favoreceu do acordo. Ele indicou uma empresa que teria recebido R$ 1 milhão em 02 de setembro de 2014. “O Fernando Bezerra foi beneficiado. Essa nota fiscal aqui de R$ 1 milhão foi para ele”, afirma Saud.

As informações vieram à tona com a divulgação pela Justiça dos vídeos das delações; que atingiram fortemente o presidente Michel Temer (PMDB).

RESPOSTA

Em nota divulgada na noite desta sexta-feira (19), o governador repudiou a denúncia. “Nunca solicitei e nem recebi recursos de qualquer empresa em troca de favores”, escreveu. “Tenho uma vida dedicada ao serviço público. Sou um homem de classe média, que vivo do meu salário”, afirmou ainda. No texto, o governador também refuta o uso do termo “propina”; embora a palavra seja empregada, mais de uma vez, pelo delator Ricardo Saud.

Em nota, o advogado de Fernando Bezerra Coelho, André Luiz Callegari, afirmou que “todas as doações para a campanha de Fernando Bezerra Coelho ao Senado foram devidamente declaradas e aprovadas pela Justiça Eleitoral”. A defesa afirma, ainda, que não teve acesso aos autos e que “repudia as declarações unilaterais divulgadas e ratifica que elas não correspondem à verdade”.

Geraldo Julio repudia veementemente as acusações e diz que nunca tratou de recursos ilegais com a JBS ou com qualquer outra. Ele ainda diz que todas as doações recebidas pelo PSB foram legais.

Fonte: http://jconline.ne10.uol.com.br

Em conversa, Aécio defende aprovar lei de anistia ao caixa 2 e abuso de autoridade

Documentos da investigação da nova fase da Lava Jato revelam conteúdos de conversas de Aécio com Joesley Batista, dono do frigorífico JBS.

Resultado de imagem para Em conversa, Aécio defende aprovar lei de anistia ao caixa 2 e abuso de autoridade

Documentos da investigação da nova fase da Lava Jato revelam como foi feito o acerto em que o empresário Joesley Batista, dono do frigorífico JBS, promete pagar R$ 2 milhões ao senador Aécio Neves (PSDB-MG), a pedido dele.

(mais…)

Umãs-PE: 1º Encontro de Sanfoneiros Beneficente

Giro Sertão

‘Não renunciarei’, afirma Temer

Presidente afirmou que não teme delação. Segundo ‘O Globo’, empresário entregou à PGR gravação de conversa com Temer sobre a compra do silêncio de Eduardo Cunha.

O presidente Michel Temer afirmou na tarde desta quinta-feira (18) no Palácio do Planalto que não teme delação e que não renunciará.

Ele fez um pronunciamento motivado pela delação premiada dos empresários Joesley e Wesley Batista, donos da JBS. As delações já foram homologadas pelo Supremo Tribunal Federal. Nesta quinta, o ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no STF, autorizou a abertura de inquérito para investigar o presidente.

(mais…)

Ator Marcos Tumura morre em São Paulo

Marcos Tumura (Foto: Reprodução)

Marcos Tumura, estrelas de diversos musicais, morreu em São Paulo, às 1h28 desta quinta-feira, 18, aos 49 anos. Fred Sposito, sócio e amigo do ator, confirmou a informação ao G1 e contou que o ator passou mal após partida de vôlei com amigos. Em seguida, ele foi levado para o Hospital 9 de Julho, na capital paulista, mas não resistiu.

Em seu currículo, Marcos tinha espetáculos como “Forever Young”, “A Bela e a Fera”, “O Fantasma da Ópera”, “Os Miseráveis”, “Miss Saigon”, “Cabaret”, “Crazy For You”, entre outros musicais. Marcos ainda atuava como coreógrafo, figurinista, produtor musical e diretor.

Fred não soube informar a causa da morte. O velório de Marcos acontece às 12h, no Cemitério do Araçá, em São Paulo.

Segundo boletim enviado pelo Hospital 9 de julho, “o paciente Marcos Aurélio Tumura deu entrada no Departamento de Emergência na madrugada desta quinta-feira ,18 de maio, com dor torácica. Foram realizados todos os procedimentos necessários, porém o paciente não resistiu e morreu. A causa da morte foi Infarto Agudo do Miocárdio (IAD).”

A atriz Claudia Raia, que atuou ao lado de Tumura em alguns musicais, usou suas redes sociais para lamentar a morte do amigo. “Hoje o Brasil acordou mais cinza e triste, perdemos nosso amado, meu irmão , companheiro na vida e na arte Marcos Tumura, estamos sem ar, devastados e comunicamos a familia do Teatro Musical Brasileiro que o velório deste grande artista será no Cemitério do Araçá a partir de 12:00hs e a cerimônia de cremação no Crematório da Vila Alpina as 21:00.”

Em um segundo post, Claudia seguiu com a homenagem. “Parceria de uma vida inteira! Que o seu caminho seja de muita luz, meu irmão.”

Jarbas Homem de Mello, namorado de Claudia e grande amigo de Tumura, também usou sua página no Instagram para deixar sua mensagem. “Hoje perdemos nosso amado amigo Marcos Tumura”, escreveu ele, que como Claudia, citou os locais para as últimas homenagens.

Marcelo Serrado também deixou sua mensagem na rede social. “Minha admiração a esse grande artista que se foi ! O cara dos musicais.”

Claudia Raia no palco com Marcos Tumura (Foto: Reprodução)

http://g1.globo.com

“A gente mata ele antes de fazer delação”, disse Aécio para Joesley em grampo

Resultado de imagem para “A gente mata ele antes de fazer delação”, disse Aécio para Joesley em grampo

A linguagem mafiosa de Aécio Neves em um grampo feito pela PF gerou desconforto e muitas suspeitas.

Em conversa entre o senador e o empresário Joesley Batista, da JBS, Aécio teria falado sobre “matar” o responsável por intermediar o recebimento da propina de R$ 2 milhões recebidos da empresa. Veja a conversa:

Joesley: — Se for você pegar em mãos, vou eu mesmo entregar. Mas, se você mandar alguém de sua confiança, mando alguém da minha confiança.

Aécio: Tem que ser um que a gente mata ele antes de fazer delação. Vai ser o Fred com um cara seu. Vamos combinar o Fred com um cara seu porque ele sai de lá e vai no cara. E você vai me dá uma ajuda do c…

O Fred a que Aécio se refere é seu primo Frederico Medeiros. O escolhido por Joesley para entregar o dinheiro a Frederico, em quatro remessas, foi o diretor de Relações Institucionais da JBS, Ricardo Saud.

Agora, resta saber se Aécio falou em matar no sentido figurado ou se foi literal em suas palavras. O conteúdo, de qualquer forma, é gravíssimo.

http://jornalivre.com

Deputado Alessandro Molon protocola pedido de impeachment de Temer

O deputado Alessandro Molon (Rede-RJ) protocolou na Secretaria-Geral da Mesa da Câmara dos Deputados, pedido de impeachment contra o presidente Michel Temer (PMDB).

Segundo reportagem do jornal O GLOBO, Temer deu aval para que repasses de dinheiro fossem feitas para comprar o silêncio do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Um ex-assessor de Temer, o atual deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), aparece em imagens gravadas pela Polícia Federal recebendo uma mala com 500.000 reais.

A espinha dorsal do governo foi quebrada hoje. O governo acabou”, disse o autor do pedido de impeachment.

Cabe agora ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), dar seguimento ao processo de impeachment.

http://www.sg10.com.br

Perícia federal aponta “sumiço” de 71 detentos após rebelião no Rio Grande do Norte

Peritos do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura, da Secretaria de Direitos Humanos, constataram que o governo do Estado do Rio Grande do Norte não conhece o paradeiro de 71 detentos que cumpriam pena na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, durante a rebelião no mês de janeiro.

Na prática, a administração estadual não soube informar se os detentos fugiram, foram transferidos ou morreram no local. Oficialmente, 26 presidiários morreram durante os 14 dias de motim no local. Agora, há a suspeita de que o número de vítimas pode ser maior.

As informações constam em relatório produzido pelo Mecanismo durante visita à unidade situada na Grande Natal entre os dias 6 e 10 de março. Dados oficiais publicados pela Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania (Sejuc) relativos à chacina nas unidades prisionais em janeiro passado, contabilizaram 26 mortos.

Os peritos do MNPCT destacam, porém, que existem pelo menos 71 detentos que supostamente cumpriam pena ou aguardavam sentença nas dependências das carceragens rebeladas e desapareceram após os atos de vandalismo e morticínio.

Em decorrência dos descumprimentos às leis que garantem o tratamento humanitário ao preso, o Estado do Rio Grande do Norte foi denunciado à Organização dos Estados Americanos (OEA) e à Organização das Nações Unidas (ONU).

“Foram identificados 71 processos judiciais de pessoas que estariam presas em todos os pavilhões de Alcaçuz, mas que não estão lá”, revela trecho do documento. Os peritos afirmaram que os presos podem ter sido transferidos, fugido, recapturados e não registrados, soltos em alvará ou mortos durante o maior massacre da história do Sistema Prisional do Rio Grande do Norte.

Governo nega

O número levantado pelos profissionais do Mecanismo Nacional se aproxima dos relatados por agentes penitenciários, presos e familiares desses à época das rebeliões em janeiro passado. O Governo do Estado, porém, nega a informação.

Em nota, o Instituto Técnico de Perícia (Itep/RN), afirmou que “o trabalho de identificação e de contagem de corpos foi feito de acordo com o que os peritos (estaduais) encontraram dentro da Penitenciária durante as perícias que foram realizadas na unidade. Em relação ao número de mortes, o órgão reafirma que realizou os exames de acordo com os fundamentos técnicos-científicos que regem a atividade pericial e que apenas trabalha com números embasados no que foi observado, recolhido e analisado.”

Até hoje, o Itep/RN não identificou quatro dos 26 corpos recolhidos após as rebeliões, por não dispor de laboratório de exame de DNA em sua sede, na capital potiguar. Outros quatro corpos foram liberados para sepultamento incompletos. Eles estavam sem as respectivas cabeças.

Postado: pelo Site caririverdade.com

Policial rodoviário suspeito de chefiar esquema de fraude em concursos se apresenta e é preso na PB

Ele era procurado pela Polícia Civil desde sexta-feira, quando foi deflagrada a Operação Gabarito 2. 

Polícia prende mais um líder da quadrilha que fraudava concursos em todo o nordeste

Um policial rodoviário federal que era procurado pela Polícia Civil desde sexta-feira (12), ocasião da deflagração da Operação Gabarito 2, se apresentou à Justiça nesta terça-feira (16) e foi preso por uma equipe da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) de João Pessoa. Segundo o delegado Lucas Sá, ele é suspeito de ser um dos chefes do esquema de fraudes a concursos públicos.

O delegado explicou que o suspeito chegou ao Fórum Criminal acompanhado de três advogados. No local, ele foi detido por uma equipe da DDF e foi encaminhado à Central de Polícia. Em seguida, ele vai ser levado ao 5º Batalhão de Polícia Militar, onde deve ficar detido.

O esquema lucrou pelo menos R$ 18 milhões e aprovou mais de 500 pessoas em pelo menos 70 concursos e vestibulares, segundo a Polícia Civil. Até a sexta-feira (13), 25 pessoas foram presas, sendo 19 no dia 7 e outras seis na sexta-feira, além de 11 veículos apreendidos e muitos documentos e equipamentos eletrônicos.

De acordo com Lucas Sá, o policial rodoviário é apontado como segundo o terceiro na “linha de comando” do esquema fraudulento e ficaria com 25% do que fosse arrecadado. O irmão dele foi preso na primeira fase da Operação Gabarito. Segundo as investigações, ele conseguiu fraudar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e aprovar a filha no em primeiro lugar para o curso de medicina. Além dela, ele teria conseguido a aprovação de outras pessoas próximas em diversos cargos públicos.

Além do concurso de 2006 da PRF, o suspeito também foi aprovado para escrivão da Polícia Civil (2003), para técnico judiciário do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Alagoas (2013) e para analista judiciário do TRT de São Paulo (2016). Porém, a Polícia Civil ainda vai investigar se ele conseguiu os cargos de forma fraudulenta.

Ainda segundo o delegado da DDF, o suspeito estava no condomínio de luxo em que foi deflagrada a primeira fase da operação, no dia 7, em João Pessoa. Porém, ele teria conseguido fugir e sair da cidade.

Policial rodoviário estaria em condomínio de luxo em João Pessoa, mas teria conseguido fugir, segundo delegado (Foto: Lucas Sá/DDF João Pessoa)

Entenda o caso

As fraudes começaram em 2005, e mais de 500 pessoas já foram beneficiadas com o esquema em pelo menos 70 concursos. Os suspeitos cobravam, em média, o valor correspondente a 10 vezes o salário inicial do cargo pleiteado. A venda do ‘kit completo de aprovação’ custava até R$ 150 mil. Em 12 anos, o valor acumulado pelo grupo com o esquema já passa de R$ 21 milhões, segundo Lucas Sá.

Ao todo, 26 pessoas já foram presas na operação, que investiga a participação de pelo menos 70 pessoas no grupo. A primeira etapa aconteceu no dia da realização das provas do concurso do Ministério Público do Rio Grande do Norte, quando 19 pessoas foram presas em flagrante tentando fraudar o concurso com pontos eletrônicos. Os outros seis suspeitos foram presos na sexta-feira (12), durante a segunda etapa da operação.

Dono da JBS gravou Temer dando aval para comprar silêncio de Cunha, diz jornal

O presidente Michel Temer, durante entrevista à Rede Vida (Foto: Marcos Corrêa/PR)

O presidente Michel Temer, durante entrevista à Rede Vida (Foto: Marcos Corrêa/PR)

Os donos da JBS disseram em delação à Procuradoria-Geral da República (PGR) que gravaram o presidente Michel Temer dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), depois que ele foi preso na operação Lava Jato. A informação é do colunista do jornal “O Globo” Lauro Jardim.

Segundo o jornal, o empresário Joesley Batista entregou uma gravação feita em março deste ano em que Temer indica o deputado Rodrigo Rocha Lourdes (PMDB-PR) para resolver assuntos da J&F, uma holding que controla a JBS. Posteriormente, Rocha Lourdes foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil, enviados por Joesley.

Em outra gravação, também de março, o empresário diz a Temer que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada para que permanecessem calados na prisão. Diante dessa informação, Temer diz, na gravação: “tem que manter isso, viu?” (mais…)

contador de acessos
salgueirococo
acesso
IMG-20160512-WA0012

You Tube

GALERIA-GIRO

Galeria Ronaldo “Uma Noite na Disney”